terça-feira, 14 de julho de 2020

Os desafios são diários?






Quais seriam? Eu penso que sejam os obstáculos que enfrentamos todos os dias, a luta constante por dias melhores e as necessidades pessoais que nos levam em busca da felicidade.


O que seria felicidade? Li uma vez pela internet um pequeno texto que diz bem assim:

‘’Eu pedi a Deus que me desse a felicidade.
Ele me disse:
Não. Eu dou bênçãos. A felicidade depende de você!"

A vida nos desafia a seguir em frente ou ficar no mesmo lugar. É preciso sair da zona de conforto e caminhar. Reclamações e lamentações não dão em nada. Não é verdade

Precisamos ser proativos, ou seja, precisamos agir antes que os problemas virem ‘’bolas de neves’’. É claro que se faz prudente pensar antes de agir, assim como medir as consequências das nossas ações.

O que fazer então? Nossa mãe diz: ‘’Pé no chão, antes de fazer algo. Faça só o que pode para hoje. Amanhã será outro dia. Quem tudo quer, tudo perde. Não vá como muita sede ao pote’’.

Sim, sonhar é bom. Realizar melhor ainda, mas desejar o impossível é que nos faz "cair do cavalo’’. É preciso saber se já é ora de agir ou esperar mais um pouquinho. Recuar? Não. Pensar em estratégias para agir.

 Eu sei das minhas limitações. Gosto de ser desafiada, porém sei que nem tudo que desejo é necessário para eu viver. Às vezes, "piso no freio’’ e só não voo porque estou de cinto (rs).

Enfim, que os desafios sejam vistos como pedras para construção de nossa ponte que vai nos levar para a realização dos nossos sonhos. E lembre-se: sem desafios, a vida fica sem ‘’Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu’’! (rs)


Alda de Cássia

Crédito da revisão: Márcio Rodrigues
Foto:Arquivo Pessoal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário