sábado, 17 de junho de 2017

Ser flor ou espinho?



Hoje, algumas pessoas de tão machucadas pela vida acabam sendo espinhos na vida do outro. Buscam ferir com palavras e ações. São cortantes quando buscam a beleza que não possuem.

Não, não falo de beleza física, mas aquela beleza que vem do coração. Aquela que é irradiada de um coração cheio de sentimentos de amor de Deus.

Pessoas flores são aquelas que apesar de terem nascido no meio de espinhos não machucam quem tenta pegá-las, pelo contrário, elas gostam de ficar ao lado de outras flores, porque sabem que um jardim não é feito com uma só flor.

E as pessoas espinhos? Bem, estas por onde passam marcam a vida das pessoas, ou seja, deixam cicatrizes. Elas até tentam ser flores, porém seus espinhos estão na ‘’ponta da flor’’.

Mas, um dia elas vão deixar de ser espinhos e serão rosas. Sim, as rosas nascem em meio dos espinhos e são belas, até porque pessoas espinhos ainda não descobriram que são rosas.

O que está faltando para que isso aconteça? Reconhecerem que para viver em um jardim é preciso deixar de competir com as outras flores por beleza e descobrirem que cada um de nós tem o seu lugar no ‘’jardim da vida’’.

Não é verdade? Sempre digo, em uma outra comparação simbólica, que todos nós somos estrelas e estrelas não ocupam o mesmo lugar, simplesmente brilham no lugar que conquistaram no céu e aquela que deseja ofuscar o lugar da outra estrela já nasceu para ser sozinha no firmamento e não deve reclamar quando ficar na escuridão.

Bjs,

Alda   

*Imagem: Cléofas