terça-feira, 11 de abril de 2017

Reflexão: cabeça

*Imagem*



Ao nascermos, somos colocadas de cabeça para baixo. Todas as pessoas que tentam pegar em nós, tem o cuidado com a nossa cabeça. O cuidado é com a ‘’moleira’’. 

No banho não é diferente. O cuidado para não entrar água nos ouvidos, faz com que a mãe sustente a nossa cabeça de uma forma que impossibilite uma futura otite (dor de ouvido).

Ainda crianças aprendemos as músicas da Xuxa que dizem: ’’mão na cabeça, mão na cintura... ’’e da boneca de lata: ’’minha boneca de lata caiu com a cabeça no chão... ’’

Ah, tem o fato de que,quando começamos a nossa vida escolar, também a mãe diz: ’’Lave bem a cabeça. Olhe o piolho menina. Senão, você vai ser chamada de ‘’piolhenta na escola!’’(rs)

Ao chegarmos à pré-adolescência,os hormônios estão ‘’a mil’’. Por isso, temos a tal "dor de cabeça". Principalmente, quando não dormirmos ou se abusamos dos chocolates ou pegamos muito sol.

As provas escolares, quando na adolescência, dão dor de cabeça. Os pais ficam de cabeça quente, só de pensar que o filho vai repetir o ano. Há aquele filho que dá dor de cabeça, mesmo!! (rs)
Quando você diz que está com febre, colocam logo a mão na sua cabeça, precisamente na testa. Quando você chega à farmácia e pede um remédio para dor, logo perguntam: ‘’é para a dor de cabeça?’’

Na fase adulta, se caímos, levamos a mão na cabeça para termos certeza se não a machucamos e sempre há um que diz: ’’. Preste atenção! Parece que não tem nada na cabeça. O piso estava molhado, não era para correr!’’

Enfim, quando envelhecemos, começamos a esquecer ou falar besteira. Aí logo dizem: ’’Coitada tá caducando,tá fraca da cabeça.

Sendo assim, desejamos uma noite abençoada. E quando for colocar a cabeça no travesseiro, tenha a certeza de que ‘’quando a cabeça não pensa, o corpo padece"... Então, pense antes de agir e faça o melhor que puder. 

Bjs,
Alda 

*Imagem: livres pensantes