quinta-feira, 30 de junho de 2016

Pai é Pai.


Bem verdade! Hoje, quero compartilhar um momento, que me fez refletir entre tantos já vividos ao lado do nosso pai. Um dia desses eu fui até o seu quarto. A porta estava entreaberta. Tentei abrir bem devagar e vi uma cena.

Ele dormia em sua cadeira/sofá. Daí veio uma lembrança de quando eu era pequena, quando ele ficava no chão do nosso quarto, velando pela  minha melhora.Sim, eu tinha na época serias crises de enxaqueca e ele nestes períodos ficava ‘’de olho’’.

Nossa mãe providenciava o vinagre aromático, as rodelas de batata, o vicky, o papel em forma de circulo e a canela em pó. Ah! havia um pedaço de atadura também. Segundo as crendices enrolar a cabeça com atadura embevecida de vinagre aromático em cima de rodelas de batata geladas e com canela no papel na fonte, fazia desaparecer a enxaqueca.

O cheiro não era o mais agradável, mas a dor era intensa para uma criança de 10 anos de idade. Pois sim, de relance lembrei-me desse fato e então, bati a porta bem devagar, pois agora era a minha vez de zelar pelo seu sono.

Bjs,

Alda 



quarta-feira, 29 de junho de 2016

Cada um é cada um.

Ando refletindo com os ‘’meus botões’’ ultimamente!(rs). Por que será que algumas pessoas ficam incomodadas com ‘’o modo de ser‘’ do outro? Parece, que querem colocar uma placa "É proibido ir além do padrão’’.

Cada um é livre para agir. Sim, também para responder pelos seus atos. Algumas pessoas, infelizmente, só sabem criticar. Não sabem incentivar. São silenciosas em palavras, mas gritam no silêncio de seus olhos.

Imagino um baralho. Um jogo de baralhos onde as cartas são de cores e naipes diferentes. Os principais são: Paus, Ouro, Copas e Espadas. Dependendo do jogo existem as regras.

Aprendemos, eu e a ‘’mana abençoada’’, a jogar paciência, porém também criamos novos jogos usando o baralho.Existiam regras.No final uma ganhava e outra perdia.

O que pretendo dizer? Que assim como o baralho, a vida dá as ‘’suas cartadas’’. O mais preparado ganha. Aquele que não tem objetivo de ganhar perde.

Então, cada um é cada um. Só que nos jogos de cartas existem ganhadores e perdedores e na vida o que existe são  algumas pessoas, que vão em busca de se preparar para dizer ‘’bati’’ e outras que se acomodam só vão dizer ‘’passei a vez’’.

Bjs,
Alda 

Crédito da revisão: Márcio Rodrigues


terça-feira, 28 de junho de 2016

Livro: Contos Africanos.



Que livro fantástico! Um livro não só para ser contado para as crianças, mas que pode ser utilizado como material de pesquisa escolar sobre a cultura africana, devido à riqueza das informações culturais.

Foi escrito por Gcina Mhlophe e ilustrado por Rachel Griffin, publicado no Brasil pela Editora Ciranda Cultural, e teve sua primeira edição impressa na China, pela PrintplusLtd.

Você lerá e se encantará com oito contos africanos, intitulados: Nolwandle – a menina das Ondas (Namíbia), Makhosi e os Chifres Mágicos (Malauí), Masilo e Masilonyana (Lesoto), O Grande Caçador (Suazilândia), Vento do Mar (Senegal),Ananse e a Missão Impossível (Gana), A História da Mãe Sábia (Sudão), e Tudo Muda, Tudo Passa (Etiópia).

Uma riqueza de pesquisa! Vem com o mapa da África, e a origem deste continente. Todos os países de origem de cada conto são descritos em detalhes, o que enriquece muito a leitura.

Gostei do conto Makhosi e os Chifres Mágicos, pois conta a história de um menino chamado Makhosi, que teve que se aventurar até a casa do seu tio curandeiro, com a missão de conseguir salvar seus pais que estavam muito doentes.

O menino saiu com o seu touro branco. O touro seguia bem rápido. Até parece que já sabia o caminho. Durante a jornada, após descansarem, foram surpreendidos por uma manada de búfalos, e, depois disso, uma nova aventura começa.Que tal você descobrir o desfecho dessa narrativa encantadora?

Super indicação de leitura!

Bjs,
Alda 


Crédito da revisão: Sylvia Calandrini



segunda-feira, 27 de junho de 2016

Nossas escolhas.



Durante uma sessão terapêutica, escutei semana passada, os seguintes questionamentos de um paciente: ‘’O que devo fazer? Que caminho devo seguir?

Quem nunca passou por um momento assim...Que caminho seguir?

Eu penso que todos os dias fazemos escolhas. Acordar ou continuar dormindo? Sair da zona de conforto ou ficar ‘’marcando passo’’? O certo, é que as escolhas determinam o caminho a ser seguido. Por isso, não podem ser feitas por impulsos.

Sei, sei que às vezes, é impossível fazer boas escolhas ou escolhas coerentes, mas é preciso ter em mente que toda escolha vem envolvida de responsabilidade.

Então, o que fazer? Eu penso que uma boa escolha seja aquela em que você não trai os seus princípios morais e não traz consequências negativas ao seu próximo.

Enfim, escolha o que faz bem a você, o que deixa o seu coração mais tranquilo e faz você sorrir no final do dia.

Bjs,
Alda 



domingo, 26 de junho de 2016

Filmes Infantis: Contos de Masha.

Bem, recentemente falei sobre uma super indicação de leitura infantis: "O sapo guloso’’. Foi lançado pela editora Paka-Tatu. Então, hoje vou indicar dois filmes para a ‘’meninada’’: ‘’Os contos da Masha’’ volume 1 e 2.





É a história de uma garotinha esperta e muito criativa, que conta aos seus brinquedos histórias de contos de fadas, contando de uma maneira muito especial.


Ao assistir, vi que alguns contos são bem conhecidos: ‘’Chapeuzinho vermelho’’, ‘’O pequeno polegar’’, "Os três porquinhos’’. Mas existem uns adaptados dos contos russos dos quais identifiquei: "A pequena Havroshechka e "Donzela da neve’’.

Super indicação para as crianças, pois ela  dá conselhos, a cada fim de episódio e dramatiza cada história com muito bom humor.

Super dica!

Bjs,
Alda e Vi 





sábado, 25 de junho de 2016

Lições de vida - Pessoas boas existem!


Emocionanteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! Graças a Deus! Que vídeo! Confesso... Meus olhos se encheram de lágrimas do começo ao fim. Impossível não se emocionar. Não, não quero falar mais nada, pois a mensagem é tão grandiosa que não conseguiria expressar em formas de palavras. Mas, vou deixar uma frase contida na reflexão do vídeo:

‘’A bondade aprofunda o espírito e produz recompensas que não podem ser explicadas com palavras’’

Nossa dica de hoje!

Emocionanteeeeeeeeeeeee demais!

Bjs,

Alda e Vi 


                                                     https://youtu.be/LmS_hSnOWcE
Crédito da revisão: 
Márcio Rodrigues



sexta-feira, 24 de junho de 2016

Os desafios diários.



Quais seriam? Eu penso que sejam os obstáculos que enfrentamos todos os dias, a luta constante por dias melhores e as necessidades pessoais que nos levam em busca da felicidade.


O que seria felicidade? Li uma vez pela internet um pequeno texto que diz bem assim:

‘’Eu pedi a Deus que me desse a felicidade.
Ele me disse:
Não. Eu dou bênçãos. A felicidade depende de você!"

A vida nos desafia a seguir em frente ou ficar no mesmo lugar. É preciso sair da zona de conforto e caminhar. Reclamações e lamentações não dão em nada.

Precisamos ser proativos, ou seja, precisamos agir antes que os problemas virem ‘’bolas de neves’’. É claro que se faz prudente pensar antes de agir, assim como medir as consequências das nossas ações.

O que fazer então? Nossa mãe diz: ‘’Pé no chão, antes de fazer algo. Faça só o que pode para hoje. Amanhã será outro dia. Quem tudo quer, tudo perde. Não vá como muita sede ao pote’’.

Sim, sonhar é bom. Realizar melhor ainda, mas desejar o impossível é que nos faz "cair do cavalo’’. É preciso saber se já é ora de agir ou esperar mais um pouquinho. Recuar? Não. Pensar em estratégias para agir.

 Eu sei das minhas limitações. Gosto de ser desafiada, porém sei que nem tudo que desejo é necessário para eu viver. Às vezes, "piso no freio’’ e só não voo porque estou de cinto (rs).

Enfim, que os desafios sejam vistos como pedras para construção de nossa ponte que vai nos levar para a realização dos nossos sonhos. E lembre-se: sem desafios, a vida fica sem ‘’Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu’’! (rs)

Bjs,
Alda 


Crédito da revisão: Márcio Rodrigues



quinta-feira, 23 de junho de 2016

As panquecas.

Quem gosta de panquecas levante às mãos! Euuuuuuuu e a ‘’mana abençoada" adoramosssssssss comer. Tudo de bom! Melhor ainda quando feitas com amor pela nossa mãe.

Ela até reclama, pois não gosta de gordura, mas ela diz que, só coloca ‘’um pouquinho’’ de manteiga na frigideira e pronto. É que assim pode! (rs)

Bem, o fato é que inventei de fazer aqui em casa, no Dia das mães. O que aconteceu? Tudoooooo...Uma tragédia anunciada(rs). Sim, porque eu não sei fazer panquecas, mas quis dar uma de ‘’mestre cuca’’. E o bicho pegou! (rs)

Estraguei litros de leite, trigo e manteiga. Sujei muita louça. Queimei a massa. Foi um ‘’Tsunami Alda’’ literalmente. Conclusão da tragédia: tive que pedir uma pizza, pois estraguei o dia. Nossa mãe até disse, querendo ‘’me engolir viva’’: ‘’Só para me dar trabalho. Até no dia das mães eu vou ter que limpar a tua sujeira.’’

Pois é verdade e eu com aquela cara de anjo disse: ’’Fiz com tanto amor, mas acho que foi pouco. Quem sabe na próxima vez acaba dando certo? Ela disse o que? "Sai da cozinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...!"

Meus argumentos de defesa: "Ninguém me entende... ’’(rs)

Moral da história: Não se meta onde não deve! (rs)

Bjs,
Alda 

Crédito da revisão: Márcio Rodrigues



quarta-feira, 22 de junho de 2016

Livro: O sapinho guloso.


Que livrooooooooooo! Foi lançado pela Editora Paka-Tatu, sob a autoria de Rufino Almeida e com as ilustrações Roseli Sousa e Esmael Raymon. O autor nasceu às margens do rio Aicaraú, Município de Barcarena, aqui no Pará.

O certo é que gosto muito de ler livros infantis. Não só porque trabalho com crianças, mas também por que eles me abrem “um leque” de possibilidades para criar meus contos infantis.

Assim que lançar meu livro e da ''mana abençoada'' de contos, pretendo fazer a revisão de alguns que criei para o público infantil. Confesso que estou meio“enferrujada”, pois estou junto com a “mana abençoada”no projeto desse livro, e estou com “bloqueio criativo”para outras iniciativas.

Cada página foi uma experiência de reencontro com a minha infância. Quando éramos pequenas, eu e a “mana abençoada” brincávamos com sapos. Esquisito? Pois é, éramos umas crianças atípicas em relação às nossas amiguinhas de escola.

Era cada “sapão” (rs)... Mas vamos lá!

A história fala de um sapo que morava em uma reserva ecológica. Ele era muito comilão. Segundo o autor, ele era “o terror das festas de aniversário”, tanto que os outros animais começaram a não mais convidá-lo para as festas.

Agora, imagine ser “bloqueado” por ser comilão!Imaginou? Deve ser muito ruim. Você não acha? Mas o sapinho não aceita essa situação, e tanto faz até que é convidado para a festa do papagaio.

Ah! Só para dar vontade de ler, a perereca, sua amiga,é quem o leva para a festa, acreditando em sua palavra, pois prometeu que ia se comportar, sendo bem educado e comendo pouco. Mas, no final,...Ops...Quase que falo! (rs)

Uma sugestão: o livro pode ser utilizado como leitura paradidática nas escolas, pois celebra valores como a amizade, a confiança, companheirismo, ou seja, o “bom da vida de todos nós”. Existe um projeto da Editora Paka-Tatu que vai além do livro, sobre o qual futuramente vamos falar por aqui.

Super dica de leitura infantil!

Bjs,
Alda

Agradecimentos à Sylvia Calandrini. Nossa mais nova colaboradora na revisão que inicia hoje esta caminhada junto conosco no blog.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Não desista!


Nos momentos mais difíceis, não desista! Não deixe de sonhar. Não deixe de acreditar! O nosso Blog deixa bem claro: "Diário de quem acredita que realizar é possível’’.

Vamos realizar daqui a poucos meses, o nosso sonho. Lançar um livro! Não vou dizer que foi fácil. Não, não foi! Pelo contrário. Foram quase 7 meses de luta, persistência, determinação e fé.

Quando tudo parecia impossível... Deus colocava sua mão e tudo clareava. Nunca pensamos em desistir. Nunca houve uma lágrima de desesperança.Pelo contrário, a cada adversidade, nos nós fortalecíamos juntas.

Foi um longo caminho. Sempre em segredo, pois nunca gostamos de criar expectativas nas pessoas que, nos rodeiam. Confesso, que a ‘’língua coçava’’ vontade de falar para os amigos o que estava acontecendo.

Até por aqui, fizemos ‘’uns suspenses’’. Mana Benvinda que o diga! (rs). Mas,valeu cada suspiro, cada novena que fiz pedindo intercessão da Beata Madre Teresa de Calcutá e cada Ave Maria para Nossa Senhora de Nazaré.

O dia chegou! Uhuuu! Hoje, estamos de ‘’berço’’ como dizemos por aqui. Estamos felizes porque Deus nos agraciar com a oportunidade de mais um ano de vida.

Por isso, estamos compartilhando esta alegria e a noticia do lançamento do nosso livro em breve.Livro?Sim,será de contos terapêuticos.

Quando vai ser? Quando estiver na fase final de produção vamos comunicar. Só podemos informar que será por uma editora paraense, que está há muitos anos no mercado.

Bjsssssssss,

Alda e Vi 


segunda-feira, 20 de junho de 2016

Filme: Irmão Sol e Irmã Lua.


Que belo filme: "Irmão Sol, irmã Lua", do diretor Franco Zeffirelli. O filme conta a história de Francisco de Assis, seus primeiros anos de vida. Ele procurou se libertar do apego material e foi em busca da união espiritual com o mundo.

O filme foi indicado ao Oscar. Foi escrito também por Zeffirelli. Um filme que é surpreendente. Emociona pela sua simplicidade e que encanta por ser bela a sua mensagem de amor.

Vale a pena assistir!

Bjs,

Alda e Vi 



domingo, 19 de junho de 2016

Livro: Palavras de sabedoria - Sua santidade,o Dalai-Lama.


Gosto muito de ler os livros de sua Santidade, o Dalai-Lama.Vou compartilhar este livro: "Palavras de Sabedoria - Sua Santidade, o Dalai-Lama".Editado pela Sextante.

O livro contém belos ensinamentos sobre o budismo. Não, não eu não sou budista, mas simpatizo com a riqueza dos seus ensinamentos. Foi escrito por um dos maiores líderes espirituais do nosso tempo, o Dalai-Lama.

Bem, vou compartilhar alguns dos ensinamentos e espero que você tenha a oportunidade de ler o livro na íntegra. Nele vamos refletir sobre a importância do amor, da compaixão e sobre o livre-arbítrio.

v ‘’A felicidade é um estado de espírito.Se a sua mente ainda estiver num estado de confusão e agitação,os bens materiais não lhe vão proporcionar felicidade.Felicidade significa paz de espírito.’’

v "As boas qualidades humanas – honestidade , sinceridade e um bom coração – não podem ser compradas com dinheiro e nem produzidas por máquinas ou mesmo pela mente.Nós chamamos isso de luz interior.’’

v "Até mesmo quando estamos ajudando os outros e praticando obras de caridade, não devemos pensar em nós mesmos com altivez, como nobres protetores dos fracos’’.

Super dica de leitura!

Bjs,

Alda 



sábado, 18 de junho de 2016

Vídeo: Ser uma pessoa humilde


Que belo exemplo! Vídeos assim nos fazem repensar nossas atitudes diante do outro.Ser capaz de doar de coração e de ajudar sem querer algo em troca. Ser humilde acima de tudo!



Vou colocar uma das mensagens do vídeo para refletirmos hoje. Ok?

"Humildade não faz você melhor que ninguém, mas faz você ser diferente de muitos’’

Muito emocionante. Vale a pena assistir!

Bjs,

Alda e Vi 







sexta-feira, 17 de junho de 2016

Livro: Cora Coralina – Estórias da Casa Velha da ponte.


Quem gosta da poetisa e contista Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, vai gostar deste livro de contos. São 17 contos onde Cora Coralina fala de sua infância e do tempo em que morou na casa velha da ponte.

É incrível como ela conseguia descrever com tanta minúcia os tempos vividos. Colocou muito de todos os sentimentos vividos e das histórias contadas do tempo de seus avôs.

Entre contos curtos e longos, ela viajou pelo tempo. São contos autênticos e coesos e de uma linguagem acessível. Ela consegue fazer com que o leitor admire sua forma de deixar rastro de carinho em cada parágrafo.

Pois bem, escolhi para compartilhar ‘’O casamento e a cegonha’’. Na verdade, queria poder contar cada um dos contos, porém espero que você possa ler futuramente o livro. Vamos lá!

É sobre a história de um casamento, com os pais da noiva fazendo os preparativos para o casório. Seria na chácara como nos tempos antigos.Todos estavam presentes: o vigário, o juiz, o escrivão, os parentes e as testemunhas.

A moça era alta e formosa. No vestido branco,‘’rodado’’ e cheio de babados, ela ficou exuberante. Os fogos comprovavam que, a festa era ‘’do arromba’’. De repente, após cortar o bolo, os noivos sumiram.

Boa comida e bebida. Quem gostava de dançar, dançava. Quem não gostava de, rodeava a mesa de espetos de churrascos e de leitão. Era o casamento da primeira filha, e os anfitriões estavam exaltando de alegria.

A orquestra animava os convidados com valsas e boleros. Alguns dançavam e outros tomavam café e fumavam cigarros. Mas, algo aconteceu!!! Sim, um corre-corre pela casa.O pai pede que a festa acabe.Sua filha estava com ‘’dor de parto’’.

Um convidado vendo o reboliço comentou: ’’Isto é que se chama aproveitar o tempo...Numa só festa casa a filha e chega a cegonha...’’

Super indicação de leitura!



Bjs,
Alda


quinta-feira, 16 de junho de 2016

Vídeo: Mude suas palavras. Mude o seu mundo



Concordamos!Infelizmente, algumas pessoas, ao invés de ajudarem o seu próximo na tentativa de corrigirem seus enganos, simplesmente humilham e desrespeitam. Por que será?

Não querem saber o motivo do erro e sim buscam colocar o ‘’dedo, ‘’apontando criticamente sem ao menos dar a oportunidade do outro se defender ou justificar.

O que acontece? Elas revelam o seu interior. O que está em seu coração. Seus princípios e seus pensamentos. Bem, o outro pode até corrigir o erro, mas quem agiu com o caráter humilhante terá se revelado.

Ajudar o outro a ser uma pessoa melhor nos faz ser pessoas melhores. Sabe por quê? Porque, quem nunca errou? Quem nunca desejou ter uma nova oportunidade de refazer uma nova história? Quem nunca precisou de ‘’colo’’?


O vídeo mostra que é preciso fazer a diferença na vida do outro. Ser capaz de ajudá-lo sem humilhar. Colocar-se no lugar do outro Ser! Quem saber um dia ser uma pessoa altruísta!

Assista ao vídeo. É emocionante!

Bjs,

Alda e Vi 









quarta-feira, 15 de junho de 2016

Sobre Felicidade...



Gosto muito de assistir os vídeos sobre o filósofo Mário Sergio Cortela. Ele é fantástico em suas ponderações. Até falei sobre um de seus livros por aqui: ''Não se desespere – Provocações Filosoficas’’. Você se lembra? Não? Então, caso queira rever ou ler aqui vai o link: http://bit.ly/1S1A6De

Pois bem,suas reflexões sobre a felicidade me fizeram refletir sobre vários momentos em minha vida.Hoje, tenho a certeza de que precisei passar por situações difíceis para poder dar valor nos pequenos detalhes da vida.

Assista ao vídeo!

Muito bom!

Bjs,

Alda